Skaf defende “agenda de progresso e de emprego” ao visitar escola do Senai-SP

Investimento de R$ 47,3 milhões permite desenvolvimento e testes de produtos para o setor sucroalcooleiro

 

O presidente da Fiesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, Paulo Skaf, esteve nesta sexta-feira (24 de novembro) em Sertãozinho para visitar a Escola Senai Ettore Zanini, que foi toda readequada para atender aos setores produtivos da região. Os investimentos realizados na unidade nos últimos anos somam R$ 47,3 milhões. “O Brasil está passando por um momento muito especial, o mundo está. Todos precisam prestar atenção. É a quarta revolução industrial. Não é o futuro, já está acontecendo”, disse Skaf.

Apesar do nome, destacou, ela não se refere somente às indústrias. Ela traz uma série de oportunidades, como novos setores e profissões. “Depende de como nós nos portarmos, de como nos adaptarmos para criar oportunidades.”

Em relação à escola do Senai, destacou que ela contém uma usina de açúcar e de álcool. “Os que vão sair daqui vão aprender na prática. E vamos implantar agora o sistema 4.0, vamos inserir inteligência artificial nesta usina.” Isso vai manter os alunos conectados com os melhores do mundo.

Segundo Skaf, a ordem é seguir em frente “sem ter medo de nada”. “Somos brasileiros, somos paulistas. Bandeirantes, somos movidos a desafios”, disse. “Temos que ter uma agenda de progresso e de emprego”.

 

Paulo Skaf com alunos do Senai de Sertãozinho. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

Unidade de Produção de Etanol

Para atender ao setor sucroenergético, a escola ganhou nova área. É a Unidade Piloto de Produção de Etanol (UPPE), que inclui os setores de Fermentação, Destilaria, Utilidades – Caldeira e tratamento de água, Centro de Operação e a Central de Comando de Motores.

A escola passa a contar com importante recurso para o atendimento das demandas de serviços educacionais de todas as áreas tecnológicas da unidade e prestação de serviços para as empresas do setor sucroalcooleiro, com a possibilidade de realizar desenvolvimento e testes de produtos. A Unidade Piloto de Produção de Etanol tem capacidade de produção de 1.056 litros por dia de etanol, ocupa cerca de 500 metros quadrados e está equipada com recursos tecnológicos de alto nível.

A UPPE permite a realização de diversas pesquisas, simulações e análises. Conta com mais de 130 pontos de medição e diversos encaminhamentos de tubulações que podem ser configurados por meio de mais de 270 válvulas, que permitem diversos arranjos produtivos dentre os equipamentos, que incluem dornas, tanques, centrífuga, colunas de destilação, trocadores de calor, evaporadores, torre de resfriamento e caldeira, entre outros.

 

Estrutura interna do Senai-SP em Sertãozinho. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

Senai de Sertãozinho

A escola ficou aberta para visita pela comunidade, que pôde conversar com alunos e professores do Senai-SP para trocar informações sobre o perfil dos profissionais mais requisitados pelo mercado e receber orientação profissional gratuita.

Com 9.000 metros de área construída, mais do que três vezes a área anterior, a unidade tem 12 salas de aula e 16 laboratórios. Foram atualizados os de Pneumática e Hidráulica, Metrologia, Informática – CAD/CAM e Eletricidade. Além desses, a escola ganhou os novos laboratórios de Informática, Eletrônica/Comados, Instrumentação 1, Instrumentação 2, Automação de Processos, Controle de Processos, Simulação de Processos, Fenômenos de Transporte, Química Geral, Química Via Úmida – incluindo Cromatografia e Espectrofotometria, Controle de Qualidade e de Microbiologia.

A nova unidade também dispõe de três novas oficinas (Caldeiraria, Manutenção Eletromecânica e Instrumentação), e as outras cinco, que já existiam, receberam atualização tecnológica: Mecânica – Tornearia, Mecânica – Fresagem, Mecânica – Ajustagem, CNC e Solda.

A unidade oferece ensino profissionalizante em nível técnico para os cursos de Automação e Química. Também oferece formação nas modalidades de Aprendizagem Industrial para os cursos de Operador de Processos Químicos Industriais, Instrumentista Montador, Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica, Mecânico de Manutenção, Caldeireiro, Soldador, Mecânico de Usinagem, Almoxarife e Assistente Administrativo.

E na modalidade de Formação Inicial e Continuada a unidade oferece cursos em diversas áreas tecnológicas da indústria, tais como: Construção Civil, Metalmecânica, Eletroeletrônica, Gestão, Logística e Saúde e Segurança do Trabalho.

Em 2016 a escola realizou 1.783 matrículas em todas as modalidades de ensino profissionalizante disponíveis.

 

Unidade de produção de etanol do Senai-SP em Sertãozinho. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

Agência Indusnet Fiesp

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Conteúdo Relacionado

Deixe seu comentário

Existe um outro caminho para São Paulo.

Conheça as ideias de Skaf para São Paulo. Compartilhe. Participe. São Paulo precisa de todos nós. #ExisteUmOutroCaminho. #SkafGovernador